Universo da Bola com Enivaldo Eiras

CONSTRANGIMENTO??? QUE NADA!!!

 

É assustadora a dívida dos grandes clubes brasileiros. Chega a quase 4 bilhões de reais em impostos e ações trabalhistas. A pergunta que fica é: Onde isto vai parar?  
Dirigentes irresponsáveis fazem a festa sob a desculpa que são entidades sem fins lucrativos. Então se fossem empresas estariam falidos.
Mas as contratações não param, os juros só aumentam, e o governo fecha os olhos para esta situação vergonhosa a mais de uma década.
A lei de responsabilizar a figura do presidente do clube nunca foi colocada em prática. Como a Lei Seca ,  ela se perde em um país que não cumpre suas leis e nem pune os culpados , ou alguém acha que a CPI do Mensalão ou a do Cachoeira vai dar alguma coisa?
Bem, mas voltemos ao futebol e aos absurdos. A desculpa para estes descasos é que sendo o regime presidencialista ninguém é cobrado de verdade. E alguns usam o argumento de que na Europa é a mesma coisa. Sem dúvida isto é verdade, clubes como Manchester United , o poderoso Barcelona e o Real Madri entre outros também devem muito. A diferença é que lá os responsáveis são punidos, é levado a sério e a dívida não cresce.
Neste disparate monetário, os clubes do Rio lideram , o Botafogo é o líder da farra e acumula uma dívida de 563 milhões desde 2007 . Seguido de Fluminense, Vasco e Flamengo com um pouco menos. 
Por falar em Flamengo, fugindo um pouco do assunto dívida, esta foi mais uma semana de constrangimentos,  sempre com os mesmos velhos conhecidos, mas agora com novos coadjuvantes. O último pesadelo de Patrícia Amorim foi Diego Maurício. Ele capotou sua Captiva às 7:30 da manhã vindo da balada e indo direto para o Ninho do Urubu, a intensão era dormir um pouco lá mesmo até o inicio do treino as 9:30 hs. Prática esta muito usada pelos jogadores do Mengão que quebram as noites cariocas. Seu carro capotou 3 vezes, a história ficou por isto mesmo porque não ouve vítimas e Diego Mauricio apenas teve um corte na testa . 
Mas a desculpa de que um pneu furou ou que ele dormiu no volante ficou no vazio. Outro constrangimento veio depois com Wagner Love, o artilheiro do amor na intenção clara de desviar o foco piorou as coisas com o infeliz comentário: “Quem nunca capotou um carro?” 
Causou arrepios entre os jornalistas que logo lembraram da trágica frase do goleiro Bruno, que quase na mesma situação disparou: “Quem é que nunca bateu em uma mulher?”. Isto na semana do dia das mulheres, logo depois foi acusado de matar Eliza Samudio, que até hoje ainda é considerada sumida pela falta do corpo.
Por falar em Bruno , ele está prestes a deixar a cadeia e diz que vai se apresentar no Flamengo, mais constrangimentos e problemas para a coitada da Patrícia Amorim , que de coitada não tem nada também. Pois baniu do clube seu maior ídolo, o fabuloso Galinho de Quintino, Zico, dando plenos poderes na época para nada mais nada menos do que Wanderley Luxemburgo. (Aff!!)
Mas falando em constrangimento na Gávea, o maior ainda foi a do Assis, irmão do dentuço Ronaldinho Gaucho. A frase dita por ele na loja oficial do clube entrou para a história. “Se o Flamengo não paga meu irmão, eu também, não vou pagar!!” Dizer o que?  Seria um novo tipo de roubo? Um roubo que pode, pois o clube deve pro seu irmão, resultado de 5 meses de salários atrasados. Então, Assis como justiceiro encheu o carrinho com 40 peças de roupas e estava saindo tranquilamente sem pagar. Foi correria pra todos os lados até que Superman rubronegro,  o vice de finanças do clube, Michel Levy, sim ele mesmo, o que pulverizou Luxemburgo do clube, chegou, pagou a conta de Assis, pôs fim ao constrangimento e jogou o débito sabe aonde? Sim, junto com os quase 360 milhões que o Mengão deve, ficou quase imperceptível.  Como também nem vou comentar os constrangimentos causados pelo Alex Silva, o Pirulito, que se negou a embarcar para um jogo da Libertadores por falta de pagamento. E também  é desnecessário comentar as faltas do Imperador do Morro do Cruzeiro, o Adriano, nas sessões de fisioterapia no clube, mas sua presença nas baladas e bailes funks no Rio estão em dia, como sempre . 
Todas estas histórias no glorioso Mengão é digno de roteiro de filmes, assim  como em outros clubes que dariam “grandes” minisséries, mas que aos poucos vamos contando por aqui. Esperando que os números não passem dos 4 bilhões ... !!!
EM TEMPO:
Depois de dois sufocos históricos, eis que teremos uma semi-final de arrepiar entre Corinthians e Santos pela Libertadores. Até porque nenhum dos dois clubes queriam se enfrentar já. Tanto o Peixe quanto o Timão preferiam outros adversários. Mas chegou a hora do melhor ataque das Américas mostrar seu valor diante da melhor defesa das Américas. Mas, como todo grande jogo, a briga já começou nos bastidores. A primeira discussão é quem vai apitar o clássico.  Sérgio Corrêa, chefe de arbitragem, quer Sandro Meira Ricci ou Leandro Vuaden, os nomes não agradam aos dois clubes que querem árbritos estrangeiros. Paulo César de Oliveira então nem pensar. 
Outra briga é o local do primeiro jogo, mando do Santos . Tudo indica que será na Vila Belmiro. Mas na minha opinião o Santos deveria pensar grande e mandar no Morumbi. Até porque a Vila não foi decisiva no dramático jogo contra o Vélez. No Morumbi com a maioria da torcida a seu favor e o tamanho do campo, seriam  aliados de Muricy contra a já conhecida retranca de Tite. 
É esperar para ver e começar a sofrer desde já .
Abraços ENIVALDO EIRAS!!!
PRA MEDITAR : Lembrar, pensar e sonhar me faz tão bem ... me faz o bem que desejo ter a vida inteira...       
enivaldoeiras@hotmail.com    

É assustadora a dívida dos grandes clubes brasileiros. Chega a quase 4 bilhões de reais em impostos e ações trabalhistas. A pergunta que fica é: Onde isto vai parar?  Dirigentes irresponsáveis fazem a festa sob a desculpa que são entidades sem fins lucrativos. Então se fossem empresas estariam falidos.Mas as contratações não param, os juros só aumentam, e o governo fecha os olhos para esta situação vergonhosa a mais de uma década.A lei de responsabilizar a figura do presidente do clube nunca foi colocada em prática. Como a Lei Seca ,  ela se perde em um país que não cumpre suas leis e nem pune os culpados , ou alguém acha que a CPI do Mensalão ou a do Cachoeira vai dar alguma coisa?Bem, mas voltemos ao futebol e aos absurdos. A desculpa para estes descasos é que sendo o regime presidencialista ninguém é cobrado de verdade. E alguns usam o argumento de que na Europa é a mesma coisa. Sem dúvida isto é verdade, clubes como Manchester United , o poderoso Barcelona e o Real Madri entre outros também devem muito. A diferença é que lá os responsáveis são punidos, é levado a sério e a dívida não cresce.Neste disparate monetário, os clubes do Rio lideram , o Botafogo é o líder da farra e acumula uma dívida de 563 milhões desde 2007 . Seguido de Fluminense, Vasco e Flamengo com um pouco menos. Por falar em Flamengo, fugindo um pouco do assunto dívida, esta foi mais uma semana de constrangimentos,  sempre com os mesmos velhos conhecidos, mas agora com novos coadjuvantes. O último pesadelo de Patrícia Amorim foi Diego Maurício. Ele capotou sua Captiva às 7:30 da manhã vindo da balada e indo direto para o Ninho do Urubu, a intensão era dormir um pouco lá mesmo até o inicio do treino as 9:30 hs. Prática esta muito usada pelos jogadores do Mengão que quebram as noites cariocas. Seu carro capotou 3 vezes, a história ficou por isto mesmo porque não ouve vítimas e Diego Mauricio apenas teve um corte na testa . Mas a desculpa de que um pneu furou ou que ele dormiu no volante ficou no vazio. Outro constrangimento veio depois com Wagner Love, o artilheiro do amor na intenção clara de desviar o foco piorou as coisas com o infeliz comentário: “Quem nunca capotou um carro?” Causou arrepios entre os jornalistas que logo lembraram da trágica frase do goleiro Bruno, que quase na mesma situação disparou: “Quem é que nunca bateu em uma mulher?”. Isto na semana do dia das mulheres, logo depois foi acusado de matar Eliza Samudio, que até hoje ainda é considerada sumida pela falta do corpo.Por falar em Bruno , ele está prestes a deixar a cadeia e diz que vai se apresentar no Flamengo, mais constrangimentos e problemas para a coitada da Patrícia Amorim , que de coitada não tem nada também. Pois baniu do clube seu maior ídolo, o fabuloso Galinho de Quintino, Zico, dando plenos poderes na época para nada mais nada menos do que Wanderley Luxemburgo. (Aff!!)Mas falando em constrangimento na Gávea, o maior ainda foi a do Assis, irmão do dentuço Ronaldinho Gaucho. A frase dita por ele na loja oficial do clube entrou para a história. “Se o Flamengo não paga meu irmão, eu também, não vou pagar!!” Dizer o que?  Seria um novo tipo de roubo? Um roubo que pode, pois o clube deve pro seu irmão, resultado de 5 meses de salários atrasados. Então, Assis como justiceiro encheu o carrinho com 40 peças de roupas e estava saindo tranquilamente sem pagar. Foi correria pra todos os lados até que Superman rubronegro,  o vice de finanças do clube, Michel Levy, sim ele mesmo, o que pulverizou Luxemburgo do clube, chegou, pagou a conta de Assis, pôs fim ao constrangimento e jogou o débito sabe aonde? Sim, junto com os quase 360 milhões que o Mengão deve, ficou quase imperceptível.  Como também nem vou comentar os constrangimentos causados pelo Alex Silva, o Pirulito, que se negou a embarcar para um jogo da Libertadores por falta de pagamento. E também  é desnecessário comentar as faltas do Imperador do Morro do Cruzeiro, o Adriano, nas sessões de fisioterapia no clube, mas sua presença nas baladas e bailes funks no Rio estão em dia, como sempre . Todas estas histórias no glorioso Mengão é digno de roteiro de filmes, assim  como em outros clubes que dariam “grandes” minisséries, mas que aos poucos vamos contando por aqui. Esperando que os números não passem dos 4 bilhões ... !!!
EM TEMPO:Depois de dois sufocos históricos, eis que teremos uma semi-final de arrepiar entre Corinthians e Santos pela Libertadores. Até porque nenhum dos dois clubes queriam se enfrentar já. Tanto o Peixe quanto o Timão preferiam outros adversários. Mas chegou a hora do melhor ataque das Américas mostrar seu valor diante da melhor defesa das Américas. Mas, como todo grande jogo, a briga já começou nos bastidores. A primeira discussão é quem vai apitar o clássico.  Sérgio Corrêa, chefe de arbitragem, quer Sandro Meira Ricci ou Leandro Vuaden, os nomes não agradam aos dois clubes que querem árbritos estrangeiros. Paulo César de Oliveira então nem pensar. Outra briga é o local do primeiro jogo, mando do Santos . Tudo indica que será na Vila Belmiro. Mas na minha opinião o Santos deveria pensar grande e mandar no Morumbi. Até porque a Vila não foi decisiva no dramático jogo contra o Vélez. No Morumbi com a maioria da torcida a seu favor e o tamanho do campo, seriam  aliados de Muricy contra a já conhecida retranca de Tite. É esperar para ver e começar a sofrer desde já .Abraços ENIVALDO EIRAS!!!PRA MEDITAR : Lembrar, pensar e sonhar me faz tão bem ... me faz o bem que desejo ter a vida inteira...       enivaldoeiras@hotmail.com    




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION