A porteira está aberta "contas-sujas" podem ser candidatos

Os fichas limpas que se cuidem!

 

Acreditem!  Dia 28 de junho o ministro Dias Toffolli, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu por vencido a aprovação em favor dos contas-sujas. A votação que estava empatada em 3 X 3 foi suspensa com o pedido do ministro Dias, e na quinta-feira 28 de junho deu o seu voto que decidiu a situação, deixando calados os ministros Nancy Andrighi, relatora do processo, Carmen Lúcia Rocha e Marco Aurélio Mello que eram contra.
Os “contas-sujas” estavam vetados até março de 2012 pelo próprio TSE, o que impedia os candidatos que não conseguiram ter aprovadas as contas de campanhas anteriores se candidatarem. Sabe quem mandou abrir a pauta e reavaliar?  O PT, e é claro, com aval dos outros 17 partidos, isto é incrível não é cidadãos? Exemplo de corporativismo! Após anos dilapidando sobre o assunto (com salários pagos) tudo acabou em pizza mais uma vez. Não foi desta vez que o bom cidadão cumpridor de seus deveres venceu. Até quando?
Com essa medida mais de 21 mil “políticos” passam a integrar o cadastro da justiça eleitoral.
O ministro Dias acompanhou o pensamento dos companheiros ministros Henrique Neves, Gilson Dipp e Arnaldo Versiani, que defendem que basta o candidato ter apresentado as contas e está quite, não importando se foram ou não aprovadas, ou seja,basta se declarar. Para isso é que  existe o Ministério Público, ele que verifique se foi ou não feito gasto ilícito e apresente a denúncia à justiça, disse o ministro.
O PT afirmou que a lei em vigor, de 2009, entende como quitação eleitoral a apresentação das contas, “afastando, pois, de modo definitivo, a exigência de julgamento do mérito”. “Estar quite é apresentar a prestação de contas”, insistiu o partido, que junto com as demais legendas, viu a tese ser vitoriosa com o recuo dos ministros do TSE.

Acreditem!  Dia 28 de junho o ministro Dias Toffolli, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu por vencido a aprovação em favor dos contas-sujas. A votação que estava empatada em 3 X 3 foi suspensa com o pedido do ministro Dias, e na quinta-feira 28 de junho deu o seu voto que decidiu a situação, deixando calados os ministros Nancy Andrighi, relatora do processo, Carmen Lúcia Rocha e Marco Aurélio Mello que eram contra.Os “contas-sujas” estavam vetados até março de 2012 pelo próprio TSE, o que impedia os candidatos que não conseguiram ter aprovadas as contas de campanhas anteriores se candidatarem. Sabe quem mandou abrir a pauta e reavaliar?  O PT, e é claro, com aval dos outros 17 partidos, isto é incrível não é cidadãos? Exemplo de corporativismo! Após anos dilapidando sobre o assunto (com salários pagos) tudo acabou em pizza mais uma vez. Não foi desta vez que o bom cidadão cumpridor de seus deveres venceu. Até quando?Com essa medida mais de 21 mil “políticos” passam a integrar o cadastro da justiça eleitoral.O ministro Dias acompanhou o pensamento dos companheiros ministros Henrique Neves, Gilson Dipp e Arnaldo Versiani, que defendem que basta o candidato ter apresentado as contas e está quite, não importando se foram ou não aprovadas, ou seja,basta se declarar. Para isso é que  existe o Ministério Público, ele que verifique se foi ou não feito gasto ilícito e apresente a denúncia à justiça, disse o ministro.O PT afirmou que a lei em vigor, de 2009, entende como quitação eleitoral a apresentação das contas, “afastando, pois, de modo definitivo, a exigência de julgamento do mérito”. “Estar quite é apresentar a prestação de contas”, insistiu o partido, que junto com as demais legendas, viu a tese ser vitoriosa com o recuo dos ministros do TSE.




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION