Em plena época de eleição...

...vende-se e compra-se diploma

 

É isso mesmo! São várias campanhas do governo conscientizando o candidato a não comprar a eleição a qualquer custo. Esquece-se que, ser eleito é um reconhecimento importante, uma conquista. A maioria indica quem é o vencedor, é a vontade do povo,  é a realidade. Isto tem valor de fato e é muito importante. Mas qual o valor de um título quando você compra e não é verdadeiro? É apenas o ego?  Isto te satisfaz? Estou falando sobre a compra de título de “melhor do ano”, “destaque do ano”, “os mais mais”, seja qual for o nome dado. Estou falando de oportunismo de uns e outros que querem ser enganados comprando essa “comenda” que não vai conduzir a nada. 
Sem critério nenhum, um instituto de pesquisa que não pesquisa nada, está atuando em Cambuí, oferecendo nomeações para empresas e prestadores de serviço como ganhadores de uma psêuda pesquisa e quando essas empresas não aceitam passam a ofercer a um segundo, terceiro e assim até que alguém possa aceitar essa proposta. Oras, se não precisa de pesquisa para eleger, pra que vamos votar dia 7 de outubro? Não seria mais fácil nomear nossos prefeitos, vereadores e até quem sabe presidentes?
Mas não! Exercemos nosso direito, queremos o melhor de verdade para que receba o diploma verdadeiro. A maioria é que irá definir.
Assim é o critério usado pela Publidata. Nosso objetivo é que sejam eleitos pelo povo aqueles que irão receber a premiação dos Melhores do Ano. Com pesquisa preenchida voluntariamente, que expressa a vontade da população que conhece os valores de seus prestadores de serviço. Uma pesquisa de credibilidade que tem feito com que a cada ano os bons empresários venham se destacando e desafiando outros a entrarem nessa corrente em busca de uma melhor qualidade de atendimento e prestação de serviço. Por isso, mais uma vez convidamos a população a votar e eleger também naqueles que receberão a verdadeira premiação no dia 14 de novembro no Salão do Clube Literário de Cambuí. 
Existe uma grande diferença em nosso trabalho. Todas as empresas e pessoas que foram eleitas serão notificadas do resultado se ele ganhou isto é imutável. Sei que alguns dirão, mas vocês não cobram dos ganhadores?
Eu direi, sim! Com certeza! Afinal foram gastos com material de pesquisa, divulgação em meios de comunicação, pessoas trabalhando na distribuição e também na apuração. Esse resultado não mudará independente da vontade do eleito, esse título é dele, foi a população quem elegeu e não eu. Mas se ele quiser participar das comemorações e divulgações que é todo um programa de marketing, participar de um jantar comemorativo, nesse caso ele terá que despender um valor de investimento para que possa ser coberto as despesas. Mas tudo isso é muito praseroso para quem participa, principalmente por ser autêntico, verdadeiro. Uma premiação de sucesso.

É isso mesmo! São várias campanhas do governo conscientizando o candidato a não comprar a eleição a qualquer custo. Esquece-se que, ser eleito é um reconhecimento importante, uma conquista. A maioria indica quem é o vencedor, é a vontade do povo,  é a realidade. Isto tem valor de fato e é muito importante. Mas qual o valor de um título quando você compra e não é verdadeiro? É apenas o ego?  Isto te satisfaz? Estou falando sobre a compra de título de “melhor do ano”, “destaque do ano”, “os mais mais”, seja qual for o nome dado. Estou falando de oportunismo de uns e outros que querem ser enganados comprando essa “comenda” que não vai conduzir a nada. Sem critério nenhum, um instituto de pesquisa que não pesquisa nada, está atuando em Cambuí, oferecendo nomeações para empresas e prestadores de serviço como ganhadores de uma psêuda pesquisa e quando essas empresas não aceitam passam a ofercer a um segundo, terceiro e assim até que alguém possa aceitar essa proposta. Oras, se não precisa de pesquisa para eleger, pra que vamos votar dia 7 de outubro? Não seria mais fácil nomear nossos prefeitos, vereadores e até quem sabe presidentes?Mas não! Exercemos nosso direito, queremos o melhor de verdade para que receba o diploma verdadeiro. A maioria é que irá definir.Assim é o critério usado pela Publidata. Nosso objetivo é que sejam eleitos pelo povo aqueles que irão receber a premiação dos Melhores do Ano. Com pesquisa preenchida voluntariamente, que expressa a vontade da população que conhece os valores de seus prestadores de serviço. Uma pesquisa de credibilidade que tem feito com que a cada ano os bons empresários venham se destacando e desafiando outros a entrarem nessa corrente em busca de uma melhor qualidade de atendimento e prestação de serviço. Por isso, mais uma vez convidamos a população a votar e eleger também naqueles que receberão a verdadeira premiação no dia 14 de novembro no Salão do Clube Literário de Cambuí. Existe uma grande diferença em nosso trabalho. Todas as empresas e pessoas que foram eleitas serão notificadas do resultado se ele ganhou isto é imutável. Sei que alguns dirão, mas vocês não cobram dos ganhadores?Eu direi, sim! Com certeza! Afinal foram gastos com material de pesquisa, divulgação em meios de comunicação, pessoas trabalhando na distribuição e também na apuração. Esse resultado não mudará independente da vontade do eleito, esse título é dele, foi a população quem elegeu e não eu. Mas se ele quiser participar das comemorações e divulgações que é todo um programa de marketing, participar de um jantar comemorativo, nesse caso ele terá que despender um valor de investimento para que possa ser coberto as despesas. Mas tudo isso é muito praseroso para quem participa, principalmente por ser autêntico, verdadeiro. Uma premiação de sucesso.




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION