Comidas de bares e butecos

A cultura do boteco

Fim de semana é sagrado, e o ritual já começa no final da tarde de sexta-feira. Os botecos ficam lotados. As mesas se esparramam pelas calçadas, a fumaça das churrasqueiras improvisadas invade as ruas, e aos poucos o grupo vai aumentando até virar um grande encontro de pessoas desconhecidas. Tem coisa mais gostosa que boteco? Brasileiro é botequeiro por excelência. É por isso que em cada esquina tem um. No boteco não há raça, sexo ou credo religioso, tampouco a formalidade das regras. E quem se importa com diferenças, quando a inspiração do encontro é jogar conversa fora? Mas é até possível filosofar entre um chope e outro. Fica a critério do freguês, e convenhamos que nada melhor para relaxar do que uma boa filosofia de boteco, com a sua profundidade de poça d’água. Saber aproveitar a vida com alegria é uma característica cultural marcante do brasileiro. Não há como não notar o barulhento jeito único que o diferencia dos demais latinos. Aliás, este é um dos primeiros comportamentos que os estrangeiros notam ao pisar em solo brasileiro, ainda que, por conta da simpatia nativa, a hospitalidade e a amabilidade brasileiras fiquem em primeiro plano. Contrariando o estereótipo, brasileiro trabalha duro, mas o final de semana é reservado para recarregar as baterias, e cada um faz como e o que pode. Há quem trabalhe até aos domingos, e mesmo assim não dispensa algumas horas de lazer nas rodas dos botecos.  A invejável espontaneidade brasileira faz de qualquer encontro um evento. De uma pequena reunião um encontro. De um simples encontro um prazer. Não há convidados, e sim chegados que vão se juntando. Para isso o ponto de partida são os botecos, os botequins, os bares e barzinhos. Para entender essa legítima expressão cultural, basta colocar junto uma boa caipirinha ou uma loura bem gelada e muita animação. Acrescente os populares espetinhos e variadas porções de beliscos. 

 

Texto adaptado de Heliana DeWeese


Bar da Angélica

A Angélica muita gente conhece porque sempre esteve as volta com barzinhos de Cambuí e ela conhece muito bem o gosto dos fregueses de bares e é pelo estômago que ela pega direitinho, por isso não é necessário muitas palavras porque ela já está mostrando e acreditem! Tudo isso foi fotografado num dia de suspresa não foi montado não! Diariamente ela prepara essas delícias e também carnes assadas. Abre todos os dias, serve almoço, marmitex. Todos os dias após o expediente começam a chegar grupos de amigos para ali desfrutarem de bons petiscos e cervejinha bem gelada pra um bate-papo. O bar fica na Rua Governador Valadares, 43 no Centro de Cambuí. Mais informações ligue (35)8811-1520 e (35) 9954- 3014


Bar do Peixe

Este mês o Bar do Peixe mostra alguns dos pratos mais pedidos da casa e vale dizer que é o único lugar da cidade onde você em qualquer época vai encontrar pratos de peixe além de boa música. Conhecido como um dos pontos mais tradicional de Cambuí, o Bar do Peixe há mais de 30 anos serve o melhor peixe da região.  O grande ponto de encontro de amigos nas quintas-feiras Com um ambiente agradável onde você sempre encontra um lugar para estacionamento, é ideal para uma happy hour ou reunião de amigos para um boa cerveja gelada. Aberto de quarta à sábado a partir das 18 hs. Fica na Rua Pref. David Bueno, 94 na Vila do Colégio. A Bel estará lá para te dar um atendimento especial. Fone: (35) 8855-1374




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION