Universo da Bola com Enivaldo Eiras

UM CENTENÁRIO DE 180 MILHÕES

Em 2010 houve uma revolução no futebol brasileiro. Tudo porque o Presidente Luis Álvaro do Santos F.C. ousou em dizer não aos Euros Europeus e segurou por aqui o cobiçado craque Neymar.

LAOR, como é conhecido o Presidente se tornou rapidamente um ídolo por aqui. Mostrou aos grandes times europeus que não levariam mais nossos craques com facilidade. E proferiu a celebre frase: “Ensinei aos europeus que acabou a farra. Ninguém mais leva jogador dando espelhos ou moedas.”

O que parecia ser uma utopia de LAOR se tornou real. O impossível aconteceu e o Santos segurou a maior revelação do Brasil nos últimos jogando por aqui.

Foi uma jogada de marketing incrível. O Santos desembolsa apenas 300 mil mensais de salários, os outros dois milhões e setecentos mil reais que completam o salário do jogador vem das empresas que usam a imagem do Neymar.

Tudo perfeito, tudo correndo na mais perfeita ordem. Luis Álvaro sendo idolatrado pelos outros presidentes. Menos, é claro, por Andrés Sanchez, Presidente do Corinthians na época que declarou que venderia Neymar na primeira proposta. Lógico que temendo o time de Neymar ganhar tudo que disputasse.

E os “seguidores” de Andrés na imprensa logo se posicionaram a seu favor, e também o fenômeno Ronaldo ficava toda hora dizendo que Neymar deveria sair do Brasil. Ronaldo por motivos óbvios, era “incentivado” por uma generosa comissão que viria do Real Madri, apenas para conseguir convencer o jovem craque a sair do nosso País.

Esse assédio só terminou quando o próprio Neymar disse que era feliz por aqui e renovou contrato com o Peixe.

Pronto, os poucos que eram contra se calaram, e LAOR sendo elogiado cada dia mais. Tudo ia bem até que veio o famoso centenário do Santos. Claro que prometia ser o melhor centenário já visto. LAOR, no auge, chegou a dizer que “ensinaria” aos outros clubes como se fazer uma festa de centenário.

E começou muito bem. Santos Tri-campeão paulista, festa, muita festa. Até que veio a Libertadores da América.

O Santos poderia ser Bi-campeão, ir novamente disputar o mundial de clubes, LAOR numa atitude até esnobe viajou para acompanhar a final da Champions League para acompanhar de perto o futuro adversário santista.

Grande erro, subestimou bem quem, o time de Andrés Sanchez. Agora ex-presidente, mas que foi o responsável de segurar Tite no comando da equipe. Na realidade não foi pelo motivo que Andrés vive alardeando por aí, que teve visão ao segurar Tite. Foi puramente porque não conseguiu trazer Wanderley Luxemburgo de volta, que era seu grande sonho.

Mas por querer ou não, Andrés acertou, e o Timão desbancou o grande Santos no “grande” centenário de LAOR, e aí começava o inferno astral do Presidente santista.

EM TEMPO: Mas voltemos ao centenário de 180 milhões. O grande atrativo do centenário era ter Neymar jogando por aqui. Mas a que preço?

Isto não importa, dizia LAOR, o importante é o crescimento da torcida santista nestes anos todos em que Neymar jogar por aqui. Não importa quanto fique tudo isso. Todos concordaram e acharam lindo.

Mas bastou perder a Libertadores para tudo mudar. E LAOR ser taxado como louco por membros da diretoria santista que antes o apoiavam em tudo, mas que só agora estão vendo o quanto o Santos está deixando de arrecadar por não vender Neymar.

Isto porque um dos motivos de Neymar ficar por aqui foi à antecipação do fim do contrato que era somente em 2015 para depois da Copa em 2014. E a promessa do presidente que consta em contrato de que a jóia santista ficaria livre para ir onde quisesse depois da copa do mundo, e o Santos não receberia nenhum centavo pela venda de Neymar.

Isto esta provocando uma verdadeira revolução na baixada santista, revoltando os que agora são contra LAOR e pedindo explicações.

Tudo porque viram O Tricolor do Morumbi vender Lucas por 108 milhões e com essa grana toda tirar o Ganso do Santos. Ora, todos sabiam disto, porque só agora a revolta?

Justamente porque o clube perdeu a Libertadores do ano passado para o Corinthians de Andrés Sanchez. Mas não adianta chorar. Se o Lucas valeu 108 milhões, quanto valeria então Neymar? No mínimo 180 milhões, isto se não arrebentar na Copa do Mundo, aí passaria dos 200 milhões facilmente.

Dinheiro todo esse destinado apenas para Neymar e seu Pai. Nada mais justo, foi assinado um contrato. Agora esta batendo o desespero em LAOR, alías quase morreu do coração há dois meses, ele ainda esta afastado fazendo tratamento.

Na realidade a “birra” de LAOR era com o grupo DIS. Queria fazer o parceiro nos direitos de Neymar perder seus 40% a que tem direito. Veria seu grande desafeto Delcir Sonda, dono da DIS e amigo de Marcelo Teixeira, perder muito dinheiro.

Mas o que se esta vendo é uma tentativa desesperada do presidente santista de vender Neymar ainda este ano ou de prorrogar o contrato para vendê-lo depois. E receber os 50% que o Santos tem direito. Outros 5% é da TEISA, parceira do Santos, e os outros 5% da família do jogador.

Vamos ver agora todo amor que a jóia santista sente pelo Santos. Deixando bem claro que se o Neymar Pai se fingir de morto e deixar o tempo passar até depois da Copa, e deixando seu filho livre de qualquer vinculo com o Santos, não estará fazendo nada de errado. Está no contrato.

E assim termina o grande centenário santista liderado pelo revolucionário e sábio Luis Álvaro, ou será apenas um ingênuo LAOR ?

PRA MEDITAR: “Descansa no Senhor e espera Nele”.






Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION