Educação

Educação precisa ter qualidade

 

Nos dias de hoje não existem mais dúvidas sobre o quanto a educação é fundamental para o desenvolvimento do País, pois de nada adiantará nos tornamos uma potência econômica, se nosso povo não possuir a formação necessária para gerir os recursos e oportunidades que tal status nos proporcionará.
A pergunta que se deve fazer é qual o motivo para a educação brasileira ser tão ruim?
Existem muitas respostas a se apresentar, mas a mais realista delas é que simplesmente estamos confortáveis e satisfeitos com a educação que temos e, por este motivo, não cobramos resultados melhores.
Note-se que na avaliação “Programa Internacional de Avaliação de Alunos”, a qual classifica a qualidade da educação de vários países do mundo, o Brasil ocupa apenas a 53ª, dentre os 65 países analisados.
Apesar de considerar a dificuldade do problema, é importante que observemos algumas estratégias que tem proporcionado bons resultados em outros países do mundo, tal como a China, que é um país com características parecidas com o Brasil, em especial no que tange à grande extensão territorial e os níveis de pobreza.
Um bom exemplo a ser aproveitado seria a criação de Centros de Capacitação de Docentes, nos quais se proporcionaria treinamento e reciclagem, de forma que os diretores e professores se mantivessem em constante processo de capacitação. Os diretores, inclusive, poderiam receber cursos de administração de escolar, visando garantir maior eficácia no exercício da função. 
Outra ação fundamental seria a implantação de um plano de carreira para os professores, de forma a permitir que estes se motivassem a progredir no magistério, aumentando seu salário e benefícios, em conformidade com os resultados atingidos.
Os professores de destaque dariam aulas para os outros professores nos Centros de Formação, garantindo, assim, o compartilhamento conhecimento e boas praticas.
Por fim é necessário que os alunos fossem submetidos às várias e constantes avaliações, para que os professores possam apurar se as metodologias aplicadas estão trazendo resultado e se o conteúdo foi mesmo absorvido pelo aluno.
Tais medidas devem ser adotadas com urgência para elevar a qualidade da educação brasileira, pois de outra forma continuaremos a impedir o sucesso tão sonhado por nossos conterrâneos.
William Lago é advogado e presidente a comissão OAB vai à Faculdade da Subseção Santo André.

Nos dias de hoje não existem mais dúvidas sobre o quanto a educação é fundamental para o desenvolvimento do País, pois de nada adiantará nos tornamos uma potência econômica, se nosso povo não possuir a formação necessária para gerir os recursos e oportunidades que tal status nos proporcionará.A pergunta que se deve fazer é qual o motivo para a educação brasileira ser tão ruim?Existem muitas respostas a se apresentar, mas a mais realista delas é que simplesmente estamos confortáveis e satisfeitos com a educação que temos e, por este motivo, não cobramos resultados melhores.Note-se que na avaliação “Programa Internacional de Avaliação de Alunos”, a qual classifica a qualidade da educação de vários países do mundo, o Brasil ocupa apenas a 53ª, dentre os 65 países analisados.Apesar de considerar a dificuldade do problema, é importante que observemos algumas estratégias que tem proporcionado bons resultados em outros países do mundo, tal como a China, que é um país com características parecidas com o Brasil, em especial no que tange à grande extensão territorial e os níveis de pobreza.Um bom exemplo a ser aproveitado seria a criação de Centros de Capacitação de Docentes, nos quais se proporcionaria treinamento e reciclagem, de forma que os diretores e professores se mantivessem em constante processo de capacitação. Os diretores, inclusive, poderiam receber cursos de administração de escolar, visando garantir maior eficácia no exercício da função. Outra ação fundamental seria a implantação de um plano de carreira para os professores, de forma a permitir que estes se motivassem a progredir no magistério, aumentando seu salário e benefícios, em conformidade com os resultados atingidos.Os professores de destaque dariam aulas para os outros professores nos Centros de Formação, garantindo, assim, o compartilhamento conhecimento e boas praticas.Por fim é necessário que os alunos fossem submetidos às várias e constantes avaliações, para que os professores possam apurar se as metodologias aplicadas estão trazendo resultado e se o conteúdo foi mesmo absorvido pelo aluno.Tais medidas devem ser adotadas com urgência para elevar a qualidade da educação brasileira, pois de outra forma continuaremos a impedir o sucesso tão sonhado por nossos conterrâneos.William Lago é advogado e presidente a comissão OAB vai à Faculdade da Subseção Santo André.




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION