Universo da Bola

com Enivaldo Eiras

   FIM DO NAMORO...SERIA ISTO???

 

 

  O talentoso atacante Alexandre Pato veio jogar no Brasil e no Corinthians almejando a Copa do Mundo. Mas seus sonhos estão sendo frustrados, e pior, a Fiel já tá perdendo a paciência.

  Pato nunca foi cobrado de verdade no Milan, sempre foi protegido por tudo e por todos por ser genro do Silvio Berlusconi, suas 16 lesões e quase 600 dias longe dos gramados nunca foram questionados. O namoro com Barbara Berlusconi ia bem demais, isso bastava.

  Todos sabem que a medicina esportiva brasileira esta muito acima da Europa, pelo menos isso né, então Pato foi atraído por um ousado projeto que recuperaria sua musculatura dentro de campo e seria um garoto propaganda fora dele e caminho certo para a Seleção.

  Então o time escolhido foi o Timão, campeão mundial, esquema solido, bem treinado e principalmente o protegido da Rede Globo, pronto, não precisava mais nada.

  Motivado pelo dinheiro em abundância da Globo o Corinthians desembolsou 40 milhões de reais para contar com o talentoso atacante em seu elenco, já pensando no próximo Mundial de Clubes.

  Então o acordo com o Milan seria de ficar um ano e meio no Brasil, reforçando o campeão mundial, ganharia títulos, se livrava das lesões, jogaria a Copa do Mundo marcando muitos gols. Depois já teria seu retorno garantido a Milão, pois Berlusconi compraria seu genro de volta totalmente recuperado e campeão mundial, tudo já fazia parte do acordo.

  Mas os minutos em campo de Pato eram muito mais comemorados pela comissão técnica corintiana do que realmente seu desempenho. Tite foi orientado a poupar Pato, e ir colocando aos poucos. Então o talentoso jogador virou um reserva de luxo, mas pouco acrescentando ao jogo quando entrava.

  Tudo isto foi desgastando seu relacionamento com a exigente torcida corintiana, que sempre enxergou muito mais a raça e vontade do jogador do que sua qualidade técnica. Isto vai de encontro com o Príncipe de Milão, pois Pato sempre foi muito mimado desde os tempos de Internacional, o clube chegou até a esconder o jogador quando ainda era da base.

  Indo para o Milan os mimos aumentaram ainda mais, era o genro do dono do clube e quase dono da Itália inteira. Pato no Timão teria que ser muito mais um maloqueiro sofredor do que um Príncipe mimadinho para ganhar o coração corintiano. Mas o fraco desempenho em campo e os muitos gols perdidos acabaram em vaias no ultimo jogo pelo brasileirão.

  A lua de mel com a torcida, que nem tinha começado, foi acabando aos pouco, assim como o sonho de disputar a Copa. Fato que ficou claro com Felipão chamando o atleticano Jô para ocupar o lugar deixado pelo lesionado Leandro Damião.

  Se não bastasse tudo isto, Pato ainda perdeu o amor da Barbara Berlusconi, tudo isto em apenas seis meses. Talvez isto mexeu mais com sua cabeça do que a possibilidade de não se consagrar na Copa do Mundo. Por isso o desespero e a ansiedade em campo. E também a corrida para Milão tentar se acertar com Barbara. A exigente torcida corintiana espera uma resposta...da Bárbara claro. Ninguém é poupado no Corinthians, nem mesmo aqueles que imaginam ter sangue azul!

 

 

EM TEMPO:  Durante o resto deste mês teremos a Copa das Confederações, preparatório para o Mundial. Acredito que a Seleção vai chegar longe com este elenco rejuvenescido priorizando os novos talentos. Muito se foi contestado a ausência de craques consagrados como Ronaldinho Gaucho, Kaká e outros. A alegação é de que falta uma referencia de peso para tirar o peso das costas dos mais novos como Neymar, e que a Seleção foi campeã do Mundo em 2002 com vários nomes de peso como Roberto Carlos, Ronaldo e Rivaldo. Tudo bem, mas muitos se esquecem que perdemos a Copa de 2006 com vários nomes de peso no elenco. Então a Copa das Confederações esta ai para justamente testar nossa Seleção e os meninos. Acho que Felipão esta no caminho certo, pois se ganharmos iremos com muita moral para a Copa do Mundo que é realmente o que interessa. Se perdermos, teremos um ano para repensar este atual elenco, e ai sim pensar em nomes de peso. Estou escrevendo isto antes mesmo do primeiro jogo, mas estou muito confiante na “família Scolari” agora mais rejuvenescida. Por falar em jovens e técnicos, a parada do Brasileirão veio a calhar para muita equipe grande. Hora de repensar para a segunda metade do ano. No Flamengo a chegada do Mano Menezes já é certa, assim como o “esquema” com seu empresário Carlos Leite, que pode ser muito perigoso para o time de maior torcida do Brasil e uma das apostas de audiência da Rede Globo. No Vasco, Paulo Autuori começa a se arrepender de ter voltado ao Brasil. No Fogão continua o sonho de mais um título da torcida. O Fluminense se não tomar cuidado pode perder a referencia dos últimos anos. Em Minas muito otimismo com o Galo e a Raposa. Mas no Sul as coisas estão complicadas pelo lado do Grêmio, que não consegue se livrar do Luxemburgo. Já o Inter se reforçar vai brigar pelo titulo com o bom Dunga. Em São Paulo o Tricolor não se encontra em campo e nem na diretoria. Difícil saber quem esta errando mais, e a sombra de Muricy esta atrapalhando cada dia mais o comedido Ney Franco. No Corinthians Tite esta perdendo o controle no elenco, com isso as boas atuações do ano passado estão cada vez mais raras. No Santos se Bielsa vier mesmo, podemos ter mais uma geração de meninos vencedores, tem muita qualidade nos jovens que estão por lá e a chegada de Robinho pode agitar o ambiente dentro e fora de campo. E podemos ter também alguma surpresa fora das grandes equipes entre os quatro primeiros. Agora quem precisa surpreender mesmo e firmar o pé é o Verdão na segundona, porque ninguém, nem mesmo a linda Allianz Arena ira ficar de pé se o time não voltar ano que vem. E vamos arrebentar Seleção, indo de encontro com o que pensa o comentarista Neto né, lamentável outra vez.

 

PRA MEDITAR: “Deleite-se no Senhor, e Ele atenderá aos desejos do seu coração”.  Salmos 37.4

ABRAÇOS  ENIVALDO EIRAS.






Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION