Tratando com a nossa boca e a nossa lingua

por Pr. Edmilson Porto / edmilsonporto@hotmail.com

TRATANDO COM A NOSSA BOCA E A NOSSA  LÍNGUA

(Jó 2.10; Sl. 34.13)

 

Pr.Edmilson Porto 

 

Nenhum poder confiado a qualquer de nós tem maiores implicações para o bem e para o mal que o poder da palavra. Conseqüentemente, é razoável que consideremos com muita atenção a maneira como empregamos este poder.

 

I)   NOVE RAZÕES PORQUE DEVEMOS A GUARDAR A NOSSA BOCA E REFREAR A NOSSA LÍNGUA.

 1- Somos aquilo que falamos e ouvimos, somos frutos das nossas palavras.

2- A qualidade da vida em família, depende do que é falado no lar (felicidade)

    1 Pe. 3.10.

3- O destino da nossa alma é determinado pelas nossas palavras

   (Mt:12.36,37).

4- O estado da minha alma, depende do que sai da minha boca

   (Pv. 21.23) (Pv. 13.13).

5- A autenticidade da minha religião, se manifesta através do que eu falo,

   (Tg. 1.26).

6 - O que sai da minha boca pode gerar um psicologia de morte ou de vida,

   (Pv. 18.21).

7- Palavras podem contaminar como um virus ( Mt. 15.11).

8- O que sai da minha boca, revela o que está no coração (Mt. 12.34).

9- O que sai da minha boca pode ser bênção ou maldição (Tg. 3.10).

 

II)      IDENTIFICANDO SETE PROBLEMAS DA LÍNGUA INDISCIPLINADA

 

1- Falar de mais. Em Pv 10.19 diz: "Na multidão de palavras não falta pecado" . Ec. 5.3. Porque, da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras, esse tal precisa de cura.

2- Palavras vãs. "Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo: não atentarás contra a vida do teu próximo" (Lv 19:16). "As palavras do maldizente são doces bocados, que descem para o mais interior do ventre" (Pv 18:8). Você sabia que é possível literalmente matar uma pessoa através de palavras?

3- Fofoca. Lv. 19.16 "Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo..." (Pv. 18.8; Jr. 18.18; 1 Tm. 5.13; 1 Pe. 4.15).

4- Mentira. (Pv. 6.16-19; Ap. 21.8; Pv. 12.22).

5- Bajulação. (Sl. 12.1-3)

6- Palavras precipitadas. Provérbios 29:20 diz: "Tens visto um homem precipitado nas suas palavras? Maior esperança há para o insensato do que para ele". Esta é uma afirmação muito penetrante . Não diga tudo que sente na hora que sente. Se você fizer assim, acabará entrando em problemas sérios. Aprenda a se dominar.

7- Palavras negativas. Muitas vezes, cavamos nossas próprias sepulturas com nossas bocas. Há muitas pessoas mortas hoje que não deveriam Ter morrido. Morreram por causa daquilo que falaram.

 III)      REMÉDIOS PARA A CURA DA LÍNGUA.

1- Reconheça que a indisciplina da língua é um  problema do coração, (Mt. 12.33,34; Tg. 3.10-12; Pv. 4.23). "Sobre tudo o que deve guardar, guarda o teu coração...

2- Confesse os seus pecados e seja purificado, (1 Jo 1.9; Pv. 28.13)."é necessário reconhecer os erros cometidos no falar.

3- Recuse o mal e entregue-se a Deus, (Rm. 6.12,13).  Entregue os membros do seu corpo para serem usados como instrumento de justiça e para louvor e glória do nome do Senhor.

4- Compreenda porque você tem uma língua (Sl. 16.9; Atos 2.26).

5- Resolva louvar a Deus (Sl. 57.5; Sl. 34.1-3).

6- submeta-se a disciplina do Corpo de Cristo. (Mt. 18.15-17; Pv. 25.23). A boca do justo é fonte de vida (Pv. 10.11).

 

 






Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION