Reunião propõe formação da Comad em Cambuí

Conselho Municipal pode ser criado na cidade

 

No dia 8 de fevereiro, foi realizada no auditório da Câmara Municipal, a primeira plenária do Comad – Conselho Municipal Antidrogas, organizado pela Prefeitura de Cambuí, através da Secretaria de Saúde do Município.
O evento, que tinha como intuito a formação do Conselho na cidade de Cambuí, teve abertura com as palavras do Sr. Prefeito Dirceu Dias, que ao lado do Comandante da Polícia Militar, Capitão Fábio Assis de Araújo Chiaradia Silva e do Presidente da Câmara, Paulo Nepomuceno compôs a mesa de abertura da plenária.
Após a abertura houve a palestra do Comandante da Polícia Militar que explanou sobre diversos tópicos relacionados à dependência, como tipos de dependência, tanto químicas quanto não químicas relacionadas a drogas ilícitas ou não; abordou também o aspecto jurídico e legal da droga.
Julio Nieto Soares, acompanhante terapêutico na cidade de São Paulo, foi o segundo palestrante da tarde, que explanou para os presentes os aspectos sociais e sociológicos das drogas e da dependência química, contou sobre suas experiências junto a dependentes na cidade de São Paulo, quanto atuava no Governo do Estado de São Paulo.
Para finalizar a rodada de palestras o Pastor René Cursino, da cidade de Extrema, contou um pouco de sua experiência junto ao Comadi de Extrema, do qual é presidente, abordando os aspectos familiares que tangem à dependência química, salientando a importância de criar o Conselho em Cambuí.
Após as palestras houve um pequeno intervalo e os participantes retornaram para, nessa segunda parte da reunião, discutir e constituir o Conselho, que segundo a Lei Municipal 2345/2013, deve ser formado por representantes dos três poderes municipais, assim como da sociedade civil, das instituições policiais, assim como do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Conselho Municipal de Saúde e um representante da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.
Apesar do Conselho não ter-se formado na data, devido a ausência de representantes de algumas das áreas necessárias, citadas anteriormente, foram escolhidos entre os presentes os membros que se habilitaram em fazer parte, além de ser discutido a competências e funções do Conselho

No dia 8 de fevereiro, foi realizada no auditório da Câmara Municipal, a primeira plenária do Comad – Conselho Municipal Antidrogas, organizado pela Prefeitura de Cambuí, através da Secretaria de Saúde do Município.O evento, que tinha como intuito a formação do Conselho na cidade de Cambuí, teve abertura com as palavras do Sr. Prefeito Dirceu Dias, que ao lado do Comandante da Polícia Militar, Capitão Fábio Assis de Araújo Chiaradia Silva e do Presidente da Câmara, Paulo Nepomuceno compôs a mesa de abertura da plenária.Após a abertura houve a palestra do Comandante da Polícia Militar que explanou sobre diversos tópicos relacionados à dependência, como tipos de dependência, tanto químicas quanto não químicas relacionadas a drogas ilícitas ou não; abordou também o aspecto jurídico e legal da droga.Julio Nieto Soares, acompanhante terapêutico na cidade de São Paulo, foi o segundo palestrante da tarde, que explanou para os presentes os aspectos sociais e sociológicos das drogas e da dependência química, contou sobre suas experiências junto a dependentes na cidade de São Paulo, quanto atuava no Governo do Estado de São Paulo.Para finalizar a rodada de palestras o Pastor René Cursino, da cidade de Extrema, contou um pouco de sua experiência junto ao Comadi de Extrema, do qual é presidente, abordando os aspectos familiares que tangem à dependência química, salientando a importância de criar o Conselho em Cambuí.Após as palestras houve um pequeno intervalo e os participantes retornaram para, nessa segunda parte da reunião, discutir e constituir o Conselho, que segundo a Lei Municipal 2345/2013, deve ser formado por representantes dos três poderes municipais, assim como da sociedade civil, das instituições policiais, assim como do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Conselho Municipal de Saúde e um representante da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.Apesar do Conselho não ter-se formado na data, devido a ausência de representantes de algumas das áreas necessárias, citadas anteriormente, foram escolhidos entre os presentes os membros que se habilitaram em fazer parte, além de ser discutido a competências e funções do Conselho.




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION