Lançamento do Projeto Escolas Rurais Conectadas

A internet ajudando a educação

 

Cambuí foi selecionado para receber o lançamento da 2ª fase do Projeto Escolas Rural Conectadas, promovida pela Fundação Telefônica Vivo, a ação irá conectar 4100 escolas rurais de Minas com a tecnologia 3G até o final de 2015, beneficiando 83% dos alunos em zonas rurais do estado.
O evento contou com a presença de executivos da empresa, autoridades locais, como o prefeito Dirceu Dias, o prefeito de Camanducaia Edmar Dias, o secretário de educação Humberto Tavares, secretários de Educação de municípios vizinhos, além de diretoras e professores de escolas do município e da região.
De acordo com o presidente da Empresa Vivo Telefônica, Antônio Carlos Valente, o objetivo da Fundação é criar um impacto, por meio da tecnologia, que possa efetivamente transformar a educação no campo. “O projeto Escolas Rurais Conectadas oferece uma oportunidade de levar um mundo totalmente novo a estas comunidades, interferindo positivamente e melhorando a qualidade de vida de cada um”, afirma.
Além de Cambuí os municípios de Camanducaia, Bom Repouso, Munhoz e Estiva, também irão receber a conexão nesta nova etapa. O Secretário de Educação Humberto Tavares destacou que o projeto vem de encontro à proposta da atual administração que é a busca constante da qualificação dos profissionais de educação. “Precisamos qualificar aqueles que atuam com os nossos alunos para que esse letramento digital venha colaborar no processo de aprendizagem dos nossos alunos, principalmente no meio rural onde sabemos que as crianças enfrentam outros problemas que na área urbana não existem”, destacou Humberto.
Segundo dados da secretaria de educação, em Cambuí o projeto vai atender em média 200 alunos de 3 bairros rurais: Rio do Peixe, Congonhal e Vazes. A prefeitura trabalha agora para conectar a região da escola dos Lopes, área que ainda não conta com cobertura de sinal. Feito isso, todas as escolas rurais do município passam a fazer parte do projeto.
Para a diretora da Escola Municipal Joaquim da Silva de Oliveira, no bairro dos Vazes, Ana Cecília Lambert Pereira, o projeto é uma oportunidade de inserir os alunos no mundo tecnológico. “Todas nós, diretoras das escolas rurais estamos muito felizes com a chegada desse projeto. Acreditamos que nossos professores, sendo eles transformadores, com essa nova ferramenta ficará mais acessível a novos conhecimentos”. Afirmou.    

Cambuí foi selecionado para receber o lançamento da 2ª fase do Projeto Escolas Rural Conectadas, promovida pela Fundação Telefônica Vivo, a ação irá conectar 4100 escolas rurais de Minas com a tecnologia 3G até o final de 2015, beneficiando 83% dos alunos em zonas rurais do estado.O evento contou com a presença de executivos da empresa, autoridades locais, como o prefeito Dirceu Dias, o prefeito de Camanducaia Edmar Dias, o secretário de educação Humberto Tavares, secretários de Educação de municípios vizinhos, além de diretoras e professores de escolas do município e da região.De acordo com o presidente da Empresa Vivo Telefônica, Antônio Carlos Valente, o objetivo da Fundação é criar um impacto, por meio da tecnologia, que possa efetivamente transformar a educação no campo. “O projeto Escolas Rurais Conectadas oferece uma oportunidade de levar um mundo totalmente novo a estas comunidades, interferindo positivamente e melhorando a qualidade de vida de cada um”, afirma.Além de Cambuí os municípios de Camanducaia, Bom Repouso, Munhoz e Estiva, também irão receber a conexão nesta nova etapa. O Secretário de Educação Humberto Tavares destacou que o projeto vem de encontro à proposta da atual administração que é a busca constante da qualificação dos profissionais de educação. “Precisamos qualificar aqueles que atuam com os nossos alunos para que esse letramento digital venha colaborar no processo de aprendizagem dos nossos alunos, principalmente no meio rural onde sabemos que as crianças enfrentam outros problemas que na área urbana não existem”, destacou Humberto.Segundo dados da secretaria de educação, em Cambuí o projeto vai atender em média 200 alunos de 3 bairros rurais: Rio do Peixe, Congonhal e Vazes. A prefeitura trabalha agora para conectar a região da escola dos Lopes, área que ainda não conta com cobertura de sinal. Feito isso, todas as escolas rurais do município passam a fazer parte do projeto.Para a diretora da Escola Municipal Joaquim da Silva de Oliveira, no bairro dos Vazes, Ana Cecília Lambert Pereira, o projeto é uma oportunidade de inserir os alunos no mundo tecnológico. “Todas nós, diretoras das escolas rurais estamos muito felizes com a chegada desse projeto. Acreditamos que nossos professores, sendo eles transformadores, com essa nova ferramenta ficará mais acessível a novos conhecimentos”. Afirmou.    




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION