Cuidados na hora de viajar

Que tal levar seu animalzinho de estimação?

Algumas providências devem ser tomadas ao decidir levar o melhor amigo para passar as férias com a família sem sustos. A primeira delas é verificar as condições de saúde do cão antes de cair na estrada. Viajar não é recomendável para animais idosos e enfermos. Outra decisão importante é sobre o meio de transporte. Viajar de avião, carro ou ônibus com o cachorro demandam cuidados diferentes. A bagagem do cão, no entanto, é a mesma. Alguns itens básicos não podem faltar: guia e coleira, ração em quantidade adequada para o período de estadia, documentos do cachorro, potes para água e comida, utensílios básicos como brinquedos, toalhas e cama, além de medicamentos básicos recomendados pelo veterinário para casos de emergência. Importante não contar com a possibilidade de encontrar a ração do seu cão na cidade de destino. Não arrisque!

Antes de embarcar, consulte o seu veterinário para que as vacinas e vermífugos estejam em dia. Viagens para o litoral exigem ainda um cuidado maior, já que o cão deve estar protegido contra doenças como dirofilariose.

Se o passeio for para uma fazenda ou localidade rural onde o cachorro poderá ter contato com outros animais, deve-se ficar atento para evitar pulgas e, principalmente, carrapatos. O ideal, segundo veterinários, é aplicar uma dose extra dos medicamentos antipulgas e carrapaticida. Lembre-se que o carrapato pode transmitir doenças graves ao seu animal. Picadas de insetos também podem gerar coceira e irritação, além de berne, principalmente se o cão for alérgico. Informe-se com seu veterinário sobre quais medidas tomar nestes casos.

Dê atenção especial à distância dos percursos. Viagens muito longas são estressantes para o animal. Caso o destino seja muito longe, prefira viajar de avião. Já falamos aqui no Tudo sobre Cachorros sobre o que é preciso fazer antes de levar o cão junto no transporte aéreo, mas não custa lembrar: a maioria das empresas aéreas aceitam levar bichos de estimação, inclusive na cabine. No entanto, fique atento às regras que as companhias impõem para realizar o transporte. Informe com antecedência que você levará seu cão durante o voo e passe para a empresa as dimensões e o tipo de caixa de transporte que será utilizado. Verifique a necessidade de sedação, a reserva e o número de animais por voo, que é limitado. á nas viagens de carro, o animal deve ser transportado sempre na parte traseira. Dependendo da característica de cada cão, ele pode viajar solto ou numa caixa como as utilizadas nos aviões e que costumam ser confortáveis. Mantenha o ambiente dentro do automóvel fresco e fique atento ao calor que o animal está sentindo. O calor pode estressá-lo ainda mais. Evite alimentá-lo antes de iniciar a viagem e leve um suporte com água especialmente para ele.

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br/




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION