Eleições 2014

Fernando Pimentel (PT) e Antonio Anastasia (PSDB) são eleitos em MG

Fernando Pimentel, do PT, foi eleito neste domingo (5) governador de Minas Gerais para os próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas, o petista obteve 5.362.870 votos, o que equivale a 52,98% do total. Pimenta da Veiga (PSDB) é o segundo colocado com 4.240.706, isto é, 41,89%.
Esta é a primeira vez que o PT elege um governador em Minas Gerais desde a criação da legenda. Ele substitui Alberto Pinto Coelho (PP), que assumiu o governo do estado em abril, após renúncia de Antonio Anastasia – que deixou o cargo para se candidatar ao Senado, sendo eleito.
Após a vitória no pleito, Pimentel afirmou que o resultado aponta a vontade do povo em mudar o modo de governar o estado. “Nós temos um enorme senso de responsabilidade que Minas depositou agora na nossa coligação, na nossa chapa, na esperança de uma mudança no modo de governar o estado. Minas disse em alto e bom som, pela voz das urnas, que quer um governo mais próxima das pessoas”, afirmou, cercado de candidatos a deputado pelo partido e coligação. O clima era de festa pela vitória.
“Este resultado das urnas mostra aquilo que a gente dizia desde o início da campanha. Minas não tem dono, não tem rei, não tem imperador. Aqui, soberano é o povo de Minas. O povo de Minas deu uma lição naqueles que pretendiam ser soberanos, donos do voto e da vontade alheia”, disse Pimentel durante coletiva no prédio do comitê central da campanha.


Antonio Anastasia (PSDB) foi eleito senador por Minas Gerais neste domingo (5). O ex-governador teve 56,73% dos votos com 100% das urnas apuradas no estado, às 22h25. O segundo candidato mais bem colocado na disputa foi Josué Alencar (PMDB), com 40,18% dos votos. Eles obtiveram, respectivamente, 5.102.987 e 3.614.720 votos.
Desde o início da campanha eleitoral, as pesquisas apontavam a preferência pelo candidato apoiado por Aécio Neves (PSDB). O primeiro e segundo suplentes são Alexandre Silveira e Lael Varella.
Anastasia assumiu o governo de Minas Gerais após a saída de Aécio Neves, em 31 de março de 2010. Em outubro do mesmo ano, foi reeleito. Em abril de 2014, deixou o cargo e, antes de se lançar candidato, anunciou que atuaria na elaboração do plano de campanha do candidato à presidente pelo PSDB.

Fonte: http://www. g1.globo.com/politica/






Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION