Unidos contra a dengue!

Por Tamyres Silva

 

Queridos Leitores, como vão?
Nos últimos meses temos observado o incrível aumento do número dos casos de Dengue em nosso país. Não somente isto, temos presenciado e vivenciado o aparecimento de casos em nossa região e também em nossas cidades. Isso mesmo. A Dengue nunca esteve tão próxima de nós.
As equipes de saúde buscam o trabalho em conjunto com a comunidade para que possamos combater juntos à esta ameaça que põe medo na população. O trabalho das redes nacionais na divulgação de campanhas informativas é grande, mas sejamos honestos – não é o bastante.
Conscientes de que o melhor meio de evitar a doença é impedir o nascimento do mosquito transmissor, relembramos:
A ordem é não deixar juntar água que possa permanecer parada em recipientes.
Vale lembrar também que não existem vacinas e medicamentos que nos protejam contra a dengue, o que a pode manter longe de nossos lares é o trabalho contínuo para eliminar os focos e criatórios. E isso depende de cada um de nós.
Como a reprodução do mosquito se dá de forma rápida, é preciso que estejamos atentos para mantermos nossos quintais livres de entulhos que possam captar e armazenar água - orientemos nossos vizinhos e demais proprietários de nossa rua, e mais, passe este exemplo ao seu filho, amigos e parentes!
As dicas gerais nós já conhecemos e se cada um fizer a sua parte, a saúde geral de um município pode ser preservada.
Vale a pena participar! Mãos à obra! Sua comunidade conta com você!
Até a próxima!

Queridos Leitores, como vão? Nos últimos meses temos observado o incrível aumento do número dos casos de Dengue em nosso país. Não somente isto, temos presenciado e vivenciado o aparecimento de casos em nossa região e também em nossas cidades. Isso mesmo. A Dengue nunca esteve tão próxima de nós.

As equipes de saúde buscam o trabalho em conjunto com a comunidade para que possamos combater juntos à esta ameaça que põe medo na população. O trabalho das redes nacionais na divulgação de campanhas informativas é grande, mas sejamos honestos – não é o bastante.

Conscientes de que o melhor meio de evitar a doença é impedir o nascimento do mosquito transmissor, relembramos: A ordem é não deixar juntar água que possa permanecer parada em recipientes.

Vale lembrar também que não existem vacinas e medicamentos que nos protejam contra a dengue, o que a pode manter longe de nossos lares é o trabalho contínuo para eliminar os focos e criatórios. E isso depende de cada um de nós.

Como a reprodução do mosquito se dá de forma rápida, é preciso que estejamos atentos para mantermos nossos quintais livres de entulhos que possam captar e armazenar água - orientemos nossos vizinhos e demais proprietários de nossa rua, e mais, passe este exemplo ao seu filho, amigos e parentes! As dicas gerais nós já conhecemos e se cada um fizer a sua parte, a saúde geral de um município pode ser preservada.

Vale a pena participar! Mãos à obra! Sua comunidade conta com você!

Até a próxima!




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION