Cuidados com cães idosos

Por Thelissia P. M. Rodrigues

 

Apesar da vida relativamente longa, infelizmente todo pet começa a envelhecer em algum momento e, com a idade, alguns cuidados especiais são necessários para que o seu cão possa se tornar um  idoso relativamente saudável e feliz até os seus últimos instantes.
Para ser idoso vai depender de sua raça, raças maiores envelhecem mais rápido do que raças menores. Geralmente, “idoso” significa com mais de oito anos, para um cão de porte médio e mais de cinco anos para um cão maior. 
As doenças mais comuns observadas em cães idosos são: câncer, doença mental, artrite, problemas renais, doença da próstata, catarata, incontinência urinária, olho seco, problemas dentários, dermatopatias, audição e outros.
Algumas dicas para cuidar de seu velhinho: Tenha paciência; dê a ele ração própria para idoso; não deixe em lugar úmido e frio ou no sol quente demais; faça sua cama bem acolchoada para evitar calos, não leve ele para longas caminhadas e sempre a hora mais fresca do dia, mantenha as vacinas éticas em dia, leve sempre ao veterinário para check ups.
Conviver com um cão idoso, que fez companhia ao longo de muitos anos, é uma experiência que todo proprietário responsável vive, e deve ser encarado como uma maneira de compreender as fases da vida. Por isso não abandone seu amigo neste momento mais difícil da sua vida. Às vezes, decisões difíceis necessitam ser tomadas nessa época da vida dos cães.

Apesar da vida relativamente longa, infelizmente todo pet começa a envelhecer em algum momento e, com a idade, alguns cuidados especiais são necessários para que o seu cão possa se tornar um  idoso relativamente saudável e feliz até os seus últimos instantes.Para ser idoso vai depender de sua raça, raças maiores envelhecem mais rápido do que raças menores. Geralmente, “idoso” significa com mais de oito anos, para um cão de porte médio e mais de cinco anos para um cão maior. As doenças mais comuns observadas em cães idosos são: câncer, doença mental, artrite, problemas renais, doença da próstata, catarata, incontinência urinária, olho seco, problemas dentários, dermatopatias, audição e outros.

Algumas dicas para cuidar de seu velhinho: Tenha paciência; dê a ele ração própria para idoso; não deixe em lugar úmido e frio ou no sol quente demais; faça sua cama bem acolchoada para evitar calos, não leve ele para longas caminhadas e sempre a hora mais fresca do dia, mantenha as vacinas éticas em dia, leve sempre ao veterinário para check ups.

Conviver com um cão idoso, que fez companhia ao longo de muitos anos, é uma experiência que todo proprietário responsável vive, e deve ser encarado como uma maneira de compreender as fases da vida. Por isso não abandone seu amigo neste momento mais difícil da sua vida. Às vezes, decisões difíceis necessitam ser tomadas nessa época da vida dos cães.

 

Dra Thelissia P M Rodrigues - Médica Veterinária CRMV MG - 8011




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION