Começou o sofrimento!!!

ESporte comentarista Enivaldo Eiras

E começou a Copa América do Centenário, e junto com ela nosso sofrimento. Estou escrevendo logo após a primeira e sofrível partida contra o limitado Equador onde não saímos do zero e só não perdemos porque o bandeirinha deu uma força pro Dunga anulando um gol legítimo, um frangaço do Alisson.
  É impressionante como nada mudou depois do humilhante e histórico 7x1. A Seleção do Dunga é previsível demais, toques laterais desnecessários continuam a fazer parte do “esquema”. Ter a posse de bola para passá-la, sem objetividade nenhuma, é pobreza de alma e de espírito. Não tem um jogador de qualidade que chame o jogo e a responsabilidade pra si.
  O único que poderia fazer isto é o Neymar, isto se resolver jogar futebol e deixar o ego de lado demonstrado nas últimas partidas, isto quando não foi expulso de campo. Mas a Seleção optou por ter o “Justin Bieber do Suarão” somente nas Olimpíadas para tentar o inédito e sonhado ouro olímpico.
  Está certo que a Seleção do Dunga teve muitas baixas, mas fez se até justiça com as novas convocações. Dunga poderia deixar de ser retranqueiro e medroso e soltar o time um pouco mais, pelo menos nesta “fraca” Copa América.
  O que fica cada vez mais claro é que os jogadores de hoje não se importam muito em defender a Seleção. Hoje o sonho de qualquer jovem destaque, que tem um pouco de talento e qualidade, é jogar no Barcelona, Real Madri, PSG, Chelsea, e por aí vai. Basta ver as entrevistas dos mesmos. Hoje até a China está se tornando mais atrativo do que receber as críticas dos exigentes torcedores tupiniquins.
  Neymar acompanhava a partida da tribuna, mas estava mais preocupado em tirar selfies com Justin Bieber, Lewis Hamilton, Jamie Foxx, e até com seus parças, do que com seus esforçados colegas de Seleção. Daniel Alves que estava dentro do campo, já milionário, parece não se importar mais com dinheiro e nem com títulos, está a caminho da Juventus apenas pelo seu egocentrismo e ressentimento com o Barça, que chegou a duvidar do seu futebol na última renovação.
  Não sei ainda como será as próximas partidas da Seleção na Copa América, mas Dunga deveria armar um esquema com o amadurecido Ganso no meio campo, aproveitando o ímpeto ofensivo do Gabigol e do Lucas Moura. Só assim poderá tentar algo novo para salvar sua pele e a nossa nas eliminatórias. Pois o Tite está com o seu sempre “politicamente correto” só esperando uma nova tragédia acontecer.
EM TEMPO: Enquanto víamos os novos “astros midiáticos” reunidos e fazendo poses e caretas na tribuna do jogo da Seleção, o mundo se despedia de um verdadeiro Astro, um Mito mundial. Muhammad Ali nos deixou, o Universo ficou sem o ídolo, o herói, que Deus o tenha.
PRA MEDITAR: “ Um fracasso nunca foi o fim, muito menos o sucesso vai ser pra sempre... O segredo é não se entusiasmar nem com um, e nem com outro... e sim aproveitar os erros pra se aprimorar..!!” ABÇOS ENIVALDO EIRAS !!!




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION