Previna-se da Luz Azul Violeta

Previna-se da Luz Azul Violeta com Dr. Alexandre Moretti

Você sabia que a luz azul violeta emitida por aparelhos como celular, computador, TV e tablet pode ser tão prejudicial aos olhos quanto a exposição à radiação solar? 

O uso de óculos de boa qualidade é fundamental para a saúde de seus olhos!

 

Embora tenha menos energia que a ultravioleta, ela quase não é filtrada pelas estruturas oculares, atingindo quase sua totalidade a retina. A luz UV emitida pelo sol é quase toda absorvida pela parte frontal do olho e menos de 5% consegue chegar até a retina.
Além de nos ajudar a enxergar, a luz também participa da regulação do nosso ritmo biológico.  A luz ultravioleta, por exemplo, influencia a produção de vitaminas. A exposição à luz brilhante e, em particular, a parte de luz azul afeta nosso equilíbrio hormonal. Os hormônios no corpo regulam como a pessoa se sente e também seu ciclo de sono-vigília.
Excesso de luz nas faixas ultravioleta e azul violeta pode causar lesões no olho humano. Além de causar inflamação dolorosa da conjuntiva e da córnea, ela pode produzir lesões no cristalino do olho, contribuindo para a formação da catarata e, sobretudo, na retina, podendo causar a degeneração macular.
É por isso que é tão importante usar óculos de sol com 100% de proteção UV sob o sol forte, e também utilizá-lo  no computador, celular e tablet. Estudos comprovam que a luz LED contém luz azul mais danosa quando comparada com lâmpada incandescente. A luz fluorescente também emite quantidade significativa de luz azul. 
A exposição a estes equipamentos pode, ao longo dos anos,  danificar a mácula, contribuindo para a sua degeneração, sendo uma das maiores causas de cegueira da atualidade. Hoje em dia, já estão disponíveis no mercado, algumas lentes com tecnologia para filtrar esses raios nocivos aos olhos, mesmo sem terem coloração como os óculos solares. Portanto, previna-se!

Embora tenha menos energia que a ultravioleta, ela quase não é filtrada pelas estruturas oculares, atingindo quase sua totalidade a retina. A luz UV emitida pelo sol é quase toda absorvida pela parte frontal do olho e menos de 5% consegue chegar até a retina.Além de nos ajudar a enxergar, a luz também participa da regulação do nosso ritmo biológico.  A luz ultravioleta, por exemplo, influencia a produção de vitaminas. A exposição à luz brilhante e, em particular, a parte de luz azul afeta nosso equilíbrio hormonal. Os hormônios no corpo regulam como a pessoa se sente e também seu ciclo de sono-vigília.Excesso de luz nas faixas ultravioleta e azul violeta pode causar lesões no olho humano. Além de causar inflamação dolorosa da conjuntiva e da córnea, ela pode produzir lesões no cristalino do olho, contribuindo para a formação da catarata e, sobretudo, na retina, podendo causar a degeneração macular.É por isso que é tão importante usar óculos de sol com 100% de proteção UV sob o sol forte, e também utilizá-lo  no computador, celular e tablet. Estudos comprovam que a luz LED contém luz azul mais danosa quando comparada com lâmpada incandescente. A luz fluorescente também emite quantidade significativa de luz azul. A exposição a estes equipamentos pode, ao longo dos anos,  danificar a mácula, contribuindo para a sua degeneração, sendo uma das maiores causas de cegueira da atualidade. Hoje em dia, já estão disponíveis no mercado, algumas lentes com tecnologia para filtrar esses raios nocivos aos olhos, mesmo sem terem coloração como os óculos solares. Portanto, previna-se!

 

Dr. Alexandre Moretti é oftalmologista formado pela Universidade São Francisco (USF), de Bragança Paulista (SP). É especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia e responsável técnico pela Clínica de Olhos Regional, na mesma cidade. É, ainda, membro da Academia Americana de Oftalmologia.




Nova Enfoque
© 2017 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION