AS FERAS DO TITE!

Universo da Bola com Enivaldo Eiras

                                                AS “FERAS” DO TITE!

Ficou bem nítido que quase todo mundo gostou da convocação para a Copa do Tite. Na imprensa em geral e nas conversas nas padarias ouviu-se, aqui e acolá, algumas restrições com os nomes de Taison e Fred. Mas há de se levar em consideração que são opções do Técnico. E convenhamos que o Tite precisa atender a sua filosofia de jogo e não agradar a torcida. Muito melhor quando isso acontece, como na maioria dos outros nomes.

Mas a certeza é que a Seleção chegará a Rússia com grande favoritismo. É um sério candidato ao título. Mas há sempre o imponderável, pois se trata de jogos eliminatórios. Temos que reconhecer também que algumas seleções estão jogando bem e são muito bem avaliadas pelos grandes críticos mundiais.

Com o mesmo favoritismo da nossa seleção, entram na disputa a temida Alemanha, Espanha e França. E não se pode excluir a Inglaterra e principalmente a Argentina que tem um bom time e o Messi que pode enfim fazer a diferença. Além de tudo isso, ostenta o último vice-campeonato.

Daniel Alves não é fundamental, mas sua ausência será sentida, até porque Danilo e Fagner nunca estiveram no mesmo nível. O que nos resta é torcer para que joguem bem, e deixem a violência de lado para evitar expulsões.

É de se lamentar mais uma vez a ausência de pelo menos um jogador de equipes tradicionais do nosso futebol. Mengão, Vascão, Verdão e Tricolor, pra ficar só nestes quatro. Mas os tempos são outros, muita coisa mudou em nosso futebol. Olhando para a história das Copas comprovaremos que todas as seleções e principalmente as que melhores jogaram tinham jogadores destes quatro clubes.

A conclusão disto tudo é que a crise econômica que passa o país, a decadência financeira dos nosso times, a corrupção e incompetência dos chefões da CBF e também das federações e até dos clubes contribuem até mais para as ausências. Poucos dirigentes se salvam, infelizmente!

EM TEMPO: E o Fábio Carille realmente aceitou os dois caminhões de dinheiro que veio das Arábias (a nova China do futebol), e se mandou do Timão. Nem a gigantesca greve dos caminhoneiros impediu a proposta chegar ao Parque São Jorge, e o tão falado amor ao clube ficou em segundo plano. Na realidade a saída do Carille já estava determinada quando o grupo de Andrés Sanchez ganhou a eleição, era apenas questão de tempo. Mas o ótimo trabalho e as vitórias constantes adiaram muito a saída. Com a chegada da proposta irrecusável ficou bom pra todos. Mas a Fiel tem que ter paciência porque o Osmar Loss talvez não esteja preparado pra tamnho desafio, e as derrotas podem “desandar” muitas coisas no Timão. E a final do Paulistão insiste em não acabar, para os palmeirenses é claro. STJD recusou processo do Verdão sobre a final do “Paulistinha”, segundo o Galliote, devolvendo a questão ao TJD paulista, que já encerrou o assunto, mas o STJD entende que não foi encerrado ainda. Até quando vai essa pendenga?

PRA MEDITAR: " E se tudo aquilo que sonhávamos não aconteceu... vamos admitir que bem melhor pra nós são os Sonhos de Deus..!!" Abraços ENIVALDO EIRAS!




Nova Enfoque
© 2018 - Todos os direitos reservados | Nova Enfoque
VISION